Desinfetantes com efeito residual de longa duração.

Desinfetantes com efeito residual de longa duração.

Desinfetantes com efeito residual de longa duração.

Desinfetantes com efeito residual de longa duração. O que são?!

Alguns produtos de ação desinfetante são caracterizados pelo efeito residual ou bacteriostático, ou seja, permanecem no local onde foram aplicados por um determinado período de tempo, já que se degradam lentamente. O período durante o qual permanecem, depende especificamente de cada produto e do seu princípio ativo.

Uma das formas de proporcionar eficácia residual consiste na utilização de produtos que são aplicados nas superfícies de forma regular.
Esses produtos contêm um agente biocida (ex.: compostos de quaternários de amónio) e um outro agente que ajuda a fixar o biocida na superfície, podendo ser uma película removível como um polímero ou um álcool polivinílico.

Nas horas seguintes à aplicação do produto, qualquer contaminação da superfície é exposta a uma nova dose de agente biocida. Através deste mecanismo, a superfície mantém a capacidade antimicrobiana, prevenindo a contaminação entre as aplicações de produto.

O efeito residual reduz o risco potencial de contaminação inerente ao contacto com superfícies entre as desinfeções, protegendo de forma contínua a superfície com compostos biocidas ativos, enquanto um desinfetante sem eficácia residual, mesmo com um excelente desempenho, apenas oferece eficácia imediata.

 

Quando os desinfetantes bacteriostáticos são aplicados nas superfícies, oferecem eficácia entre as operações de limpeza e desinfeção.
Existem 5 características fundamentais que determinam a qualidade de um desinfetante com eficácia residual:

  • Modo de fixação
  • Capacidade de retenção
  • Composição da superfície
  • Abrasão superficial
  • Eficácia microbiológica

Os desinfetantes com eficácia residual são uma tendência emergente. A tecnologia que combina uma uma película de polímero com um princípio ativo constitui uma
solução para a desinfeção de superfícies com efeito residual, tornando-se numa opção recomendável para a desinfeção de superfícies frequentemente tocadas.

 

Fontes:
Diversey, Inc. – Dra. Claire Khosravi
Quiminac
Manual MSD
Un. Federal de Ouro Preto – Professora Doutora Jacqueline de Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.